FRUIÇÃO E ESCRITA II ENJOYMENT AND WRITING

A imagem de um sábado


Guaratiba e a Restinga

A imagem de um sábado


Aquele fim de semana prometia ser calmo e relaxante. Dias de sol, fotografia, natureza e amigos. Após alguns dias chuvosos, o sol prometia calor e muita luz. A fotografia era apropriada em dias que surgiam como aquele sábado. As trilhas programadas através de costões rochosos batidos pelo mar eram parte de uma floresta de transição ainda exuberante. O grupo de aficionados por fotografia era formado por jovens e adultos de idades variadas e muito animados.


O programa incluía um ponto de encontro com o guia e orientador de fotografia na Barra da Tijuca. A chegada no inicio da trilha, em Guaratiba, foi tranqüila e até conseguimos estacionamento para os veículos. Tivemos sorte, pois, no verão, às oito horas da manhã, já é grande a afluência de visitantes para as praias, montanhas e restaurantes especializados em peixadas, na região.


O nosso guia para a trilha e seu assistente demonstravam ser experientes e dispunham de material básico para a caminhada, como rádios de comunicação e primeiros socorros. As praias da região de Guaratiba são muito bonitas e dispõem de paisagens ricas em recursos naturais, com suas restingas, manguezais, pássaros, peixes e águas azuis.


Cada participante portava sua máquina fotográfica e uma mochila com alguns apetrechos e alimentação, como biscoitos, chocolates, sanduíches e água. E, uma grande dose de curiosidade pela caminhada e pelas fotografias a serem feitas. Pela visão da Restinga, do mar azul e da Barra de Guaratiba, o dia prometia bons momentos. A trilha começa em uma estreita rua a partir da praia da localidade e segue por uma ladeira íngreme – muito íngreme, cerca de 60 graus de ângulo, em uma extensão de aproximadamente 150 metros. Em toda a sua extensão, a ladeira apresenta construções com casas destinadas a moradores locais e turistas. Não são casas de alto luxo, mas algumas apresentam muito bom aspecto.


Ao final da ladeira, descortina-se uma visão espetacular da restinga, das praias e de um imenso mar azul, por um lado, e, por outro, uma tímida vegetação de encosta como transição entre os costões rochosos de idades geológicas e a floresta que já deve ter sido mais exuberante. Mas, a trilha que surge, é um convite a desbravar e desfrutar da caminhada e de sua natureza em processo de restauração, conforme explicado em uma placa bastante mal cuidada.

(continua)


Luiz Ramos


Fotos: ramosforest©

Anúncios

fevereiro 13, 2009 Posted by | fotografia, Guaratiba, natureza | Deixe um comentário

A imagem de um sábado


Guaratiba e a Restinga

A imagem de um sábado


Aquele fim de semana prometia ser calmo e relaxante. Dias de sol, fotografia, natureza e amigos. Após alguns dias chuvosos, o sol prometia calor e muita luz. A fotografia era apropriada em dias que surgiam como aquele sábado. As trilhas programadas através de costões rochosos batidos pelo mar eram parte de uma floresta de transição ainda exuberante. O grupo de aficionados por fotografia era formado por jovens e adultos de idades variadas e muito animados.


O programa incluía um ponto de encontro com o guia e orientador de fotografia na Barra da Tijuca. A chegada no inicio da trilha, em Guaratiba, foi tranqüila e até conseguimos estacionamento para os veículos. Tivemos sorte, pois, no verão, às oito horas da manhã, já é grande a afluência de visitantes para as praias, montanhas e restaurantes especializados em peixadas, na região.


O nosso guia para a trilha e seu assistente demonstravam ser experientes e dispunham de material básico para a caminhada, como rádios de comunicação e primeiros socorros. As praias da região de Guaratiba são muito bonitas e dispõem de paisagens ricas em recursos naturais, com suas restingas, manguezais, pássaros, peixes e águas azuis.


Cada participante portava sua máquina fotográfica e uma mochila com alguns apetrechos e alimentação, como biscoitos, chocolates, sanduíches e água. E, uma grande dose de curiosidade pela caminhada e pelas fotografias a serem feitas. Pela visão da Restinga, do mar azul e da Barra de Guaratiba, o dia prometia bons momentos. A trilha começa em uma estreita rua a partir da praia da localidade e segue por uma ladeira íngreme – muito íngreme, cerca de 60 graus de ângulo, em uma extensão de aproximadamente 150 metros. Em toda a sua extensão, a ladeira apresenta construções com casas destinadas a moradores locais e turistas. Não são casas de alto luxo, mas algumas apresentam muito bom aspecto.


Ao final da ladeira, descortina-se uma visão espetacular da restinga, das praias e de um imenso mar azul, por um lado, e, por outro, uma tímida vegetação de encosta como transição entre os costões rochosos de idades geológicas e a floresta que já deve ter sido mais exuberante. Mas, a trilha que surge, é um convite a desbravar e desfrutar da caminhada e de sua natureza em processo de restauração, conforme explicado em uma placa bastante mal cuidada.

(continua)


Luiz Ramos


Fotos: ramosforest©

fevereiro 13, 2009 Posted by | fotografia, Guaratiba, natureza | Deixe um comentário

A imagem de um sábado


Guaratiba e a Restinga

A imagem de um sábado


Aquele fim de semana prometia ser calmo e relaxante. Dias de sol, fotografia, natureza e amigos. Após alguns dias chuvosos, o sol prometia calor e muita luz. A fotografia era apropriada em dias que surgiam como aquele sábado. As trilhas programadas através de costões rochosos batidos pelo mar eram parte de uma floresta de transição ainda exuberante. O grupo de aficionados por fotografia era formado por jovens e adultos de idades variadas e muito animados.


O programa incluía um ponto de encontro com o guia e orientador de fotografia na Barra da Tijuca. A chegada no inicio da trilha, em Guaratiba, foi tranqüila e até conseguimos estacionamento para os veículos. Tivemos sorte, pois, no verão, às oito horas da manhã, já é grande a afluência de visitantes para as praias, montanhas e restaurantes especializados em peixadas, na região.


O nosso guia para a trilha e seu assistente demonstravam ser experientes e dispunham de material básico para a caminhada, como rádios de comunicação e primeiros socorros. As praias da região de Guaratiba são muito bonitas e dispõem de paisagens ricas em recursos naturais, com suas restingas, manguezais, pássaros, peixes e águas azuis.


Cada participante portava sua máquina fotográfica e uma mochila com alguns apetrechos e alimentação, como biscoitos, chocolates, sanduíches e água. E, uma grande dose de curiosidade pela caminhada e pelas fotografias a serem feitas. Pela visão da Restinga, do mar azul e da Barra de Guaratiba, o dia prometia bons momentos. A trilha começa em uma estreita rua a partir da praia da localidade e segue por uma ladeira íngreme – muito íngreme, cerca de 60 graus de ângulo, em uma extensão de aproximadamente 150 metros. Em toda a sua extensão, a ladeira apresenta construções com casas destinadas a moradores locais e turistas. Não são casas de alto luxo, mas algumas apresentam muito bom aspecto.


Ao final da ladeira, descortina-se uma visão espetacular da restinga, das praias e de um imenso mar azul, por um lado, e, por outro, uma tímida vegetação de encosta como transição entre os costões rochosos de idades geológicas e a floresta que já deve ter sido mais exuberante. Mas, a trilha que surge, é um convite a desbravar e desfrutar da caminhada e de sua natureza em processo de restauração, conforme explicado em uma placa bastante mal cuidada.

(continua)


Luiz Ramos


Fotos: ramosforest©

fevereiro 13, 2009 Posted by | fotografia, Guaratiba, natureza | Deixe um comentário

A imagem de um sábado


Guaratiba e a Restinga

A imagem de um sábado


Aquele fim de semana prometia ser calmo e relaxante. Dias de sol, fotografia, natureza e amigos. Após alguns dias chuvosos, o sol prometia calor e muita luz. A fotografia era apropriada em dias que surgiam como aquele sábado. As trilhas programadas através de costões rochosos batidos pelo mar eram parte de uma floresta de transição ainda exuberante. O grupo de aficionados por fotografia era formado por jovens e adultos de idades variadas e muito animados.


O programa incluía um ponto de encontro com o guia e orientador de fotografia na Barra da Tijuca. A chegada no inicio da trilha, em Guaratiba, foi tranqüila e até conseguimos estacionamento para os veículos. Tivemos sorte, pois, no verão, às oito horas da manhã, já é grande a afluência de visitantes para as praias, montanhas e restaurantes especializados em peixadas, na região.


O nosso guia para a trilha e seu assistente demonstravam ser experientes e dispunham de material básico para a caminhada, como rádios de comunicação e primeiros socorros. As praias da região de Guaratiba são muito bonitas e dispõem de paisagens ricas em recursos naturais, com suas restingas, manguezais, pássaros, peixes e águas azuis.


Cada participante portava sua máquina fotográfica e uma mochila com alguns apetrechos e alimentação, como biscoitos, chocolates, sanduíches e água. E, uma grande dose de curiosidade pela caminhada e pelas fotografias a serem feitas. Pela visão da Restinga, do mar azul e da Barra de Guaratiba, o dia prometia bons momentos. A trilha começa em uma estreita rua a partir da praia da localidade e segue por uma ladeira íngreme – muito íngreme, cerca de 60 graus de ângulo, em uma extensão de aproximadamente 150 metros. Em toda a sua extensão, a ladeira apresenta construções com casas destinadas a moradores locais e turistas. Não são casas de alto luxo, mas algumas apresentam muito bom aspecto.


Ao final da ladeira, descortina-se uma visão espetacular da restinga, das praias e de um imenso mar azul, por um lado, e, por outro, uma tímida vegetação de encosta como transição entre os costões rochosos de idades geológicas e a floresta que já deve ter sido mais exuberante. Mas, a trilha que surge, é um convite a desbravar e desfrutar da caminhada e de sua natureza em processo de restauração, conforme explicado em uma placa bastante mal cuidada.

(continua)


Luiz Ramos


Fotos: ramosforest©

fevereiro 13, 2009 Posted by | fotografia, Guaratiba, natureza | 4 Comentários