FRUIÇÃO E ESCRITA II ENJOYMENT AND WRITING

DIA DA TERRA

DIA DA TERRA – Blogagem Coletiva.

Todo dia é dia da Terra.


Área de restinga com plantas e floração


______________________________________________________________

Earth Day is all day.

Biologic diversity has ecologic, genetic, social, economic, cientific, educational, cultural, leisure and esthetic value.

_______________________________________________________________

Biodiversidade

Diversidade biológica é a variabilidade de organismos vivos de todas as origens, compreendendo, dentre outros, os ecossistemas terrestres, marinhos e outros ecossistemas aquáticos e os complexos ecológicos de que fazem parte. Compreende, ainda, a diversidade dentro de espécies, entre espécies e de ecossistemas. Diversidade biológica ou biodiversidade refere-se à variedade de vida no planeta Terra, incluindo: a variedade genética dentro das populações e espécies, a variedade de espécies da flora, da fauna e de microrganismos, a variedade de funções ecológicas desempenhadas pelos organismos nos ecossistemas; a variedade de comunidades, abetas e ecossistemas formados pelos organismos.

A abrangência do termo Biodiversidade compreende: número (riqueza) de diferentes categorias biológicas quanto à abundância relativa (equitabilidade) dessas categorias; e inclui variabilidade ao nível local (alfa diversidade), complementaridade biológica entre habitats (beta diversidade) e variabilidade entre paisagens (gama diversidade). A Biodiversidade inclui, assim, a totalidade dos recursos vivos, ou biológicos, e dos recursos genéticos, e seus componentes. E não inclui o ser humano.

Terreno arenoso de restinga com formigueiro (Ants)

Biodiversidade – propriedade da natureza

A Biodiversidade é uma das propriedades fundamentais da natureza, responsável pelo equilíbrio e estabilidade dos ecossistemas, e fonte de imenso potencial de uso econômico. A biodiversidade é a base das atividades agrícolas, pecuárias, pesqueiras e florestais e, também, a base para a estratégica indústria da biotecnologia.

As funções da Biodiversidade

As funções ecológicas desempenhadas pela biodiversidade são ainda pouco compreendidas, muito embora se considere que ela seja responsável pelos processos naturais e produtos fornecidos pelos ecossistemas e espécies que sustentam outras formas de vida e modificam a biosfera, tornando-a apropriada e segura para a vida.

Os valores da Biodiversidade

A diversidade biológica possui, além de seu valor intrínseco, valor ecológico, genético, social, econômico, científico, educacional, cultural, recreativo e estético. Com tamanha importância, é preciso evitar a perda da biodiversidade.

Causas dos Impactos sobre a Biodiversidade

A comunidade científica internacional, os governos e organizações não-governamentais ambientalistas reconhecem a ocorrência de perda da diversidade biológica em todo o mundo e, em especial, nas regiões tropicais. A degradação biótica que afeta o planeta de modo cada vez mais acelerado tem suas causas principais nas atividades humanas contemporâneas, agravada pelo crescimento explosivo da população humana e pela distribuição desigual da riqueza. A perda da diversidade biológica envolve aspectos sociais, econômicos, culturais e científicos.

A intervenção humana em habitats que eram estáveis tem aumentado significativamente, gerando perdas maiores de biodiversidade. Biomas estão sendo ocupados, em diferentes escalas e velocidades, enquanto extensas áreas de vegetação nativa foram devastadas em várias partes do planeta. Para que se desenvolva uma forma de manejo equilibrado, entre conservação e utilização sustentável da diversidade biológica, faz-se necessário o levantamento do inventário dos estoques dos vários habitats naturais e dos modificados existentes nessas regiões, considerando-se o modo de vida das populações locais.

Área de transição entre restinga e Mata Atlântica

As causas acima enumeradas dão origem aos principais processos responsáveis pela perda da biodiversidade: perda de habitat ou sua fragmentação; introdução de espécies exóticas e suas doenças; exploração excessiva de espécies de plantas e animais; uso de híbridos e monoculturas na agroindústria; programas de reflorestamento mal planejados e mal executados; contaminação do solo, água, e atmosfera por poluentes; e alterações do clima.

As causas de perda de biodiversidade, a mudança do clima e o funcionamento dos ecossistemas estão interligadas e já são motivo de estudos sobre a conservação da diversidade biológica, que se apresenta como uma das propriedades fundamentais da natureza, responsável pelo equilíbrio e estabilidade dos ecossistemas. Ademais, a diversidade biológica representa um imenso potencial de uso econômico, em especial pela biotecnologia. E, sem dúvida, a diversidade biológica está se deteriorando, inclusive com aumento da taxa de extinção de espécies, devido ao impacto das atividades antrópicas mal planejadas.

O Princípio da Precaução, aprovado na Declaração do Rio durante a Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento – CNUMAD – RIO 92, estabelece que se deve agir de imediato e de forma preventiva, e não permanecer omisso, aguardando a concretização das previsões para tomar medidas mitigadoras dispendiosas e de eficácia duvidosa.

Luiz Ramos

Foto: ramosforest ©

Anúncios

abril 21, 2008 Posted by | "meio ambiente", biodiversidade, prevenção, riscos | 22 Comentários