FRUIÇÃO E ESCRITA II ENJOYMENT AND WRITING

O Tempo


Viajo rápido no tempo

Corro pelas alamedas

Árvores centenárias

Palmeiras imperiais


Corro pelas alamedas

Em busca do passado,

Perdido no tempo,

Em tons de sépia


Árvores centenárias

Adornam meu retorno

No tempo, não no espaço.

Busco algo, impreciso.


Palmeiras imperiais

Símbolos de outras épocas

Resistentes a tempestades

Como eu costumo resistir.

Luiz Ramos ©

Setembro de 2008.

Foto: ramosforest ©

Anúncios

maio 28, 2009 Posted by | Literatura, Poesia, tempo. | 2 Comentários

O Tempo


Viajo rápido no tempo

Corro pelas alamedas

Árvores centenárias

Palmeiras imperiais


Corro pelas alamedas

Em busca do passado,

Perdido no tempo,

Em tons de sépia


Árvores centenárias

Adornam meu retorno

No tempo, não no espaço.

Busco algo, impreciso.


Palmeiras imperiais

Símbolos de outras épocas

Resistentes a tempestades

Como eu costumo resistir.

Luiz Ramos ©

Setembro de 2008.

Foto: ramosforest ©

maio 28, 2009 Posted by | Literatura, Poesia, tempo. | Deixe um comentário

O Tempo


Viajo rápido no tempo

Corro pelas alamedas

Árvores centenárias

Palmeiras imperiais


Corro pelas alamedas

Em busca do passado,

Perdido no tempo,

Em tons de sépia


Árvores centenárias

Adornam meu retorno

No tempo, não no espaço.

Busco algo, impreciso.


Palmeiras imperiais

Símbolos de outras épocas

Resistentes a tempestades

Como eu costumo resistir.

Luiz Ramos ©

Setembro de 2008.

Foto: ramosforest ©

maio 28, 2009 Posted by | Literatura, Poesia, tempo. | Deixe um comentário

O Tempo


Viajo rápido no tempo

Corro pelas alamedas

Árvores centenárias

Palmeiras imperiais


Corro pelas alamedas

Em busca do passado,

Perdido no tempo,

Em tons de sépia


Árvores centenárias

Adornam meu retorno

No tempo, não no espaço.

Busco algo, impreciso.


Palmeiras imperiais

Símbolos de outras épocas

Resistentes a tempestades

Como eu costumo resistir.

Luiz Ramos ©

Setembro de 2008.

Foto: ramosforest ©

maio 28, 2009 Posted by | Literatura, Poesia, tempo. | Deixe um comentário