FRUIÇÃO E ESCRITA II ENJOYMENT AND WRITING

A cultura, o GO e a Web



A cultura, o GO e a Web


“À beira do brejo, havia um buriti caído, com a coma no barro. Uma garça pousara ali, no buriti jazente, morto com sua dureza. Tombado de raio. Ainda estava sapecado o capim, em volta; com o raio um incêndio se alastrava. Outros buritis, da fila, tinham o baixo-tronco carcomido, cavernas encarvoadas. Assaz enfeitava o chão, com tintas flores, era o alecrinzinho…” João Guimarães Rosa – Noites do Sertão – Buriti -Ed. Record/Altaya – Rio/São Paulo – 1988 – pág. 133.


“Eh, não. Semente que deve de estar morta. Não é a mesma coisa. Quer nascer, nasce onde é que quiser…” João Guimarães Rosa, idem ibdem.


O buriti tombado de raio e o alecrinzinho sobreviverão às intempéries como o espírito do GO sobreviverá.


Nossa comunicação, a interatividade continua.


Luiz Ramos

Anúncios

maio 5, 2009 Posted by | GO., Web | Deixe um comentário

A cultura, o GO e a Web



A cultura, o GO e a Web


“À beira do brejo, havia um buriti caído, com a coma no barro. Uma garça pousara ali, no buriti jazente, morto com sua dureza. Tombado de raio. Ainda estava sapecado o capim, em volta; com o raio um incêndio se alastrava. Outros buritis, da fila, tinham o baixo-tronco carcomido, cavernas encarvoadas. Assaz enfeitava o chão, com tintas flores, era o alecrinzinho…” João Guimarães Rosa – Noites do Sertão – Buriti -Ed. Record/Altaya – Rio/São Paulo – 1988 – pág. 133.


“Eh, não. Semente que deve de estar morta. Não é a mesma coisa. Quer nascer, nasce onde é que quiser…” João Guimarães Rosa, idem ibdem.


O buriti tombado de raio e o alecrinzinho sobreviverão às intempéries como o espírito do GO sobreviverá.


Nossa comunicação, a interatividade continua.


Luiz Ramos

maio 5, 2009 Posted by | GO., Web | Deixe um comentário

A cultura, o GO e a Web



A cultura, o GO e a Web


“À beira do brejo, havia um buriti caído, com a coma no barro. Uma garça pousara ali, no buriti jazente, morto com sua dureza. Tombado de raio. Ainda estava sapecado o capim, em volta; com o raio um incêndio se alastrava. Outros buritis, da fila, tinham o baixo-tronco carcomido, cavernas encarvoadas. Assaz enfeitava o chão, com tintas flores, era o alecrinzinho…” João Guimarães Rosa – Noites do Sertão – Buriti -Ed. Record/Altaya – Rio/São Paulo – 1988 – pág. 133.


“Eh, não. Semente que deve de estar morta. Não é a mesma coisa. Quer nascer, nasce onde é que quiser…” João Guimarães Rosa, idem ibdem.


O buriti tombado de raio e o alecrinzinho sobreviverão às intempéries como o espírito do GO sobreviverá.


Nossa comunicação, a interatividade continua.


Luiz Ramos

maio 5, 2009 Posted by | GO., Web | Deixe um comentário

A cultura, o GO e a Web



A cultura, o GO e a Web


“À beira do brejo, havia um buriti caído, com a coma no barro. Uma garça pousara ali, no buriti jazente, morto com sua dureza. Tombado de raio. Ainda estava sapecado o capim, em volta; com o raio um incêndio se alastrava. Outros buritis, da fila, tinham o baixo-tronco carcomido, cavernas encarvoadas. Assaz enfeitava o chão, com tintas flores, era o alecrinzinho…” João Guimarães Rosa – Noites do Sertão – Buriti -Ed. Record/Altaya – Rio/São Paulo – 1988 – pág. 133.


“Eh, não. Semente que deve de estar morta. Não é a mesma coisa. Quer nascer, nasce onde é que quiser…” João Guimarães Rosa, idem ibdem.


O buriti tombado de raio e o alecrinzinho sobreviverão às intempéries como o espírito do GO sobreviverá.


Nossa comunicação, a interatividade continua.


Luiz Ramos

maio 5, 2009 Posted by | GO., Web | 5 Comentários

A Web e o Conhecimento



A Plataforma do Conhecimento

Se existe um indivíduo, alguém pensa.

Se existe um grupo de pessoas, há diálogo

Se existem idéias, cria-se vida social

Se existe uma comunidade, surge a interação

Se existe comunicação, a tecnologia é seu veículo.

Se existe Conhecimento é porque a informação é acessível

Pesquisada, contestada, difundida.

Por todos e em toda parte.

Na sociedade global, na Internet, na palavra escrita, no diálogo.

Bem vinda a informação que pode estar conosco,

Na comunidade local, nacional, mundial.

Informação e interação, a tempo e a hora.

Sempre e efetiva e eficiente.

Este texto está baseado em noticia publicada em 21/9/2008 em um jornal do Rio de Janeiro sobre a sua nova estrutura de informação e relacionamento com os leitores.

Tenho acompanhado esse assunto desde que me interessei por Web e participei do Primeiro Encontro Regional sobre Pensadores da Web, no Rio de Janeiro, em novembro de 2007.

Luiz Ramos

Foto: ramosforest ©



setembro 25, 2008 Posted by | Conhecimento, Web | Deixe um comentário

A Web e o Conhecimento



A Plataforma do Conhecimento

Se existe um indivíduo, alguém pensa.

Se existe um grupo de pessoas, há diálogo

Se existem idéias, cria-se vida social

Se existe uma comunidade, surge a interação

Se existe comunicação, a tecnologia é seu veículo.

Se existe Conhecimento é porque a informação é acessível

Pesquisada, contestada, difundida.

Por todos e em toda parte.

Na sociedade global, na Internet, na palavra escrita, no diálogo.

Bem vinda a informação que pode estar conosco,

Na comunidade local, nacional, mundial.

Informação e interação, a tempo e a hora.

Sempre e efetiva e eficiente.

Este texto está baseado em noticia publicada em 21/9/2008 em um jornal do Rio de Janeiro sobre a sua nova estrutura de informação e relacionamento com os leitores.

Tenho acompanhado esse assunto desde que me interessei por Web e participei do Primeiro Encontro Regional sobre Pensadores da Web, no Rio de Janeiro, em novembro de 2007.

Luiz Ramos

Foto: ramosforest ©



setembro 25, 2008 Posted by | Conhecimento, Web | 5 Comentários

O Futuro da Web. – Web Tomorrow


O Futuro da Web

Hoje li sobre o futuro imediato do mais popular programa para computador, o Windows e sobre o futuro remoto – nem tanto, da Web. Informam que a Microsoft estaria para substituir o sistema Windows por um outro que tornaria independente a Internet do computador. Por outro lado, em um exercício de previsão do futuro, outra noticia projeta para o ano 2040 o surgimento da Web 4.0. Pergunto-me como será essa futura Plataforma do Conhecimento.

Quando se fala de Inteligência Coletiva, fala-se de interação na Web, difusão do conhecimento, troca de informações, evolução na Plataforma do Conhecimento. Nesse contexto, surgiu e se desenvolve a Social Networks, que compreende a troca de informações, em princípio entre adolescentes em seus relacionamentos e interesses peculiares, e que, agora, difunde-se até para a área empresarial.

Nessa onda estão surgindo redes corporativas nas atividades as mais diversificadas. Elas visam à difusão de necessidade de trabalho, intercâmbio de informações sobre suas áreas de atividades profissionais, inclusive nas atividades científicas mais complexas. Designers de moda, publicitários, operadores do mercado financeiro, profissionais em geral e cientistas reúnem-se para troca de informações sobre as suas áreas de interesse. A credibilidade de cada uma dessas iniciativas dependerá de sua organização e certificação.

É o futuro chegando com o desenvolvimento da Inteligência Coletiva.
Bem-vindo.

Luiz Ramos
Foto: ramosforest ©

agosto 4, 2008 Posted by | Conhecimento, Web | 8 Comentários

O Blog dinâmico

See NATURAL SHOT PHOTOS – My Sky Watch Friday now

Thinking about Web and Knowledge

_______________________________________________________

Reflexões sobre a Web e seus usuários após Seminário sobre Web, no Rio de Janeiro, em 2007.

Todos nós passaremos a competir com a qualidade e dinamismo desses merecidos ganhadores de Award quando os blogueiros em geral alcançarem a atenção e consideração dos responsáveis por essas áreas na mídia. Lutamos para chegar a esses prêmios e a essa consideração.

A Web Participativa veio para ficar. A produção de mídia não tem mais um dono, pois todos nós produzimos e consumimos conhecimento. Atualmente, considera-se que, no universo de usuários da Internet, os blogueiros ativos, que atuam como produtores de informação, correspondem a 20% do total, enquanto os restantes 80%, passivos, atuam como visitantes ou produtores eventuais de informação.

Neste contexto de inovação, a Web Participativa leva a questionamentos sobre como gerar qualidade, como quebrar a paralisia da comunicação e como acabar com o receptor passivo de informação.

A formação da Memória Coletiva, resultante do Processo Emergente (Bahlis) citado como o “caldo das células” ou dos enxames de abelhas (Henrique) põe em discussão, inclusive a figura da mediação, pois o próprio ambiente do blog se purifica e expele os maus usuários.

Para prosseguir no caminho da consolidação dos usuários como instrumento de produção e consumo de informações,pois somos produtores/consumidores (prosumers), precisamos nos conscientizar que o posicionamento e a presença de cada um é importante para alcançar a participação plena na Web do futuro.

Luiz Ramos

abril 3, 2008 Posted by | blogger, usuário, Web | 12 Comentários