FRUIÇÃO E ESCRITA II ENJOYMENT AND WRITING

— United Nations Environment Programme (UNEP) – News Centre —

— United Nations Environment Programme (UNEP) – News Centre —

5 de junho Dia do Meio Ambiente
Environment Day – 5th June

Fonte: UNEP/PNUMA

Anúncios

maio 30, 2009 Posted by | "meio ambiente", environment | 2 Comentários

2009 Environment Day – Dia do Meio Ambiente


Dia do Meio Ambiente 2009
2009 Environment Day

Faça Algo Todo Dia
Dicas para combater as mudanças climáticas

Em 2009, o Dia Mundial do Meio Ambiente (DMMA) é Seu planeta precisa de você! Unidos para combater as mudanças climáticas. Muitas vezes nos confrontamos com os problemas ambientais e não sabemos como agir. O Dia Mundial do Meio Ambiente significa tomar atitude em busca de uma solução. Para isso, fazer algo diariamente é um grande começo.

Todos nós podemos fazer nossa parte para proteger o planeta usando menos e agindo mais. Se tornar verde não é tão difícil assim. Aqui nós apresentamos 30 maneiras fáceis de esverdear a sua rotina, desde o momento que você desliga o seu despertador de energia solar até o ponto em que se deita na sua cama com lençóis de algodão orgânico lavados de maneira ecológica.

Faça hoje o seu compromisso com o dia do meio ambiente, mas não deixe que esse dia seja o único. Por isso, tente incorporar todas essas medidas no seu dia-a-dia e convença outras pessoas a fazer o mesmo. Se envolva!

Em GERAL:

-Plante uma árvore! Ajude a alcançar a meta da Campanha 7 bilhões de árvores do Programa das Nações Unidas para o meio ambiente (PNUMA). Visite o site http://www.unep.org/billiontreecampaign/portuguese para maiores informações.

-Doe o que não quiser ou não precisar mais, ao invés de jogar fora.

-Recicle, Reduza e Reutilize!

EM CASA:

-Todos sabemos (mas muitos de nós esquecemos) que podemos economizar água de maneiras simples, como não deixando a torneira ligada ao fazer a barba, lavar o rosto ou escovar os dentes.

– Usar um barbeador elétrico ou lâmina de barbear com lâminas substituíveis ao invés de descartáveis ajudam muito na redução de resíduos.

-Use toalhas para secar o seu rosto e mãos ao invés de lenços de papel que são descartáveis. Além disso, pendure suas toalhas para secar, para que possam ser reutilizadas várias vezes.

-Compre bebidas em garrafas reutilizáveis, ao invés de porções únicas em embalagens descartáveis.

-Ao embrulhar o seu lanche, opte por embalagens reutilizáveis para armazenamento dos alimentos, ao invés de usar folhas de alumínio ou saquinhos de plástico.

-Ao sair de casa, não se esqueça de desligar todas as luzes e aparelhos eletrônicos e desligue carregadores pois estes continuam a consumir mesmo se não estiverem mais carregando. Poupar energia ajuda a reduzir a poluição do ar.

-E plante uma árvore!

NO CAMINHO:

-Não vá a lugar nenhum sem a sua sacola de pano, de modo que você possa simplesmente dizer “não” ao plástico sempre que for fazer compras.

-Por mais radical que pareça, a forma mais fácil de reduzir a sua pegada de carbono é evitar dirigir automóveis. Em vez disso, tente andar de bicicleta, caminhar, pegar carona, usar transportes públicos etc.

-Se você não tem outra escolha senão dirigir para o trabalho, procure por carros de maior eficiência de combustível e mantenha os pneus cheios à pressão correta.

-Se você é um dos privilegiados com trechos estáveis de estrada no seu caminho para o trabalho, use o piloto automático, uma vez que economiza combustível e também ajuda a manter uma velocidade constante.

-Agora, se você está entre a maioria dos motoristas que passam horas presos no trânsito, considere desligar o motor se você for ficar parado por um período longo.

-Para os apressadinhos, lembre-se que dirigir agressivamente diminui a sua kilometragem. Por isso, se você quiser economizar combustível e ajudar a salvar o planeta enquanto você está nele, acelere gradualmente.

-E plante uma árvore!

NO TRABALHO:

-Você tem o hábito de beber café? Usar uma caneca lavável é uma alternativa ecológica aos copos plásticos ou isopores não-biodegradáveis.

-Deixe um copo e uma garrafa reutilizável no local de trabalho para diminuir a quantidade de copos plásticos ou de garrafinhas de água. 80% de garrafas de plástico são recicláveis, mas apenas 20% são efetivamente recicladas.

-Quando precisar de folhas para rascunho, use o verso daqueles documentos antigos que você não precisará mais.

-Se não existir um sistema de reciclagem no escritório, inicie um! Reciclagem de lixo contribui efetivamente para a redução de emissões de carbono. E estima-se que 75% do que é jogado no lixo pode ser reciclado, embora atualmente a reciclagem seja de apenas 25%.

-Quando for imprimir, imprima frente e verso.

-A maioria dos acessórios de computadores como cartuchos de tinta, CDs e DVDs são feitos de materiais que poderiam ser reutilizados. Os cabos e alto-falantes são bastante padronizados, o que significa que eles podem ser reutilizados em vários modelos de computadores.

-Reduza as emissões de carbono do seu escritório, formatando computadores, monitores, impressoras, copiadoras, alto-falantes e outros equipamentos no seu modo econômico e desligando-os no final do dia.

-Desligue todas as luzes desnecessárias, especialmente nos escritórios e salas de conferência que não estão sendo utilizados.

-Se você está em busca de algo para personalizar o seu escritório, escolha plantas de interior. Essas plantas são boas para o ambiente, pois removem poluentes presentes no ar.

– E plante uma árvore!

APÓS UM LONGO DIA:

-Nos dias de calor, experimente abrir as janelas e usar roupas leves ao invés de ligar o ar-condicionado.

-Não coloque lâmpadas ou televisores perto do seu ar-condicionado, uma vez que este irá identificar o calor proveniente desses aparelhos e, por isso, trabalhará mais tempo que necessário.

-Quando cozinhar, faça com que o tamanho da panela corresponda ao tamanho da boca do fogão, assim reduzirá o gasto energético.

– Ah! E plante uma árvore!

Fonte: PNUMA
Foto: ramosforest(c)

maio 30, 2009 Posted by | "meio ambiente", environment | Deixe um comentário

2009 Environment Day – Dia do Meio Ambiente


Dia do Meio Ambiente 2009
2009 Environment Day

Faça Algo Todo Dia
Dicas para combater as mudanças climáticas

Em 2009, o Dia Mundial do Meio Ambiente (DMMA) é Seu planeta precisa de você! Unidos para combater as mudanças climáticas. Muitas vezes nos confrontamos com os problemas ambientais e não sabemos como agir. O Dia Mundial do Meio Ambiente significa tomar atitude em busca de uma solução. Para isso, fazer algo diariamente é um grande começo.

Todos nós podemos fazer nossa parte para proteger o planeta usando menos e agindo mais. Se tornar verde não é tão difícil assim. Aqui nós apresentamos 30 maneiras fáceis de esverdear a sua rotina, desde o momento que você desliga o seu despertador de energia solar até o ponto em que se deita na sua cama com lençóis de algodão orgânico lavados de maneira ecológica.

Faça hoje o seu compromisso com o dia do meio ambiente, mas não deixe que esse dia seja o único. Por isso, tente incorporar todas essas medidas no seu dia-a-dia e convença outras pessoas a fazer o mesmo. Se envolva!

Em GERAL:

-Plante uma árvore! Ajude a alcançar a meta da Campanha 7 bilhões de árvores do Programa das Nações Unidas para o meio ambiente (PNUMA). Visite o site http://www.unep.org/billiontreecampaign/portuguese para maiores informações.

-Doe o que não quiser ou não precisar mais, ao invés de jogar fora.

-Recicle, Reduza e Reutilize!

EM CASA:

-Todos sabemos (mas muitos de nós esquecemos) que podemos economizar água de maneiras simples, como não deixando a torneira ligada ao fazer a barba, lavar o rosto ou escovar os dentes.

– Usar um barbeador elétrico ou lâmina de barbear com lâminas substituíveis ao invés de descartáveis ajudam muito na redução de resíduos.

-Use toalhas para secar o seu rosto e mãos ao invés de lenços de papel que são descartáveis. Além disso, pendure suas toalhas para secar, para que possam ser reutilizadas várias vezes.

-Compre bebidas em garrafas reutilizáveis, ao invés de porções únicas em embalagens descartáveis.

-Ao embrulhar o seu lanche, opte por embalagens reutilizáveis para armazenamento dos alimentos, ao invés de usar folhas de alumínio ou saquinhos de plástico.

-Ao sair de casa, não se esqueça de desligar todas as luzes e aparelhos eletrônicos e desligue carregadores pois estes continuam a consumir mesmo se não estiverem mais carregando. Poupar energia ajuda a reduzir a poluição do ar.

-E plante uma árvore!

NO CAMINHO:

-Não vá a lugar nenhum sem a sua sacola de pano, de modo que você possa simplesmente dizer “não” ao plástico sempre que for fazer compras.

-Por mais radical que pareça, a forma mais fácil de reduzir a sua pegada de carbono é evitar dirigir automóveis. Em vez disso, tente andar de bicicleta, caminhar, pegar carona, usar transportes públicos etc.

-Se você não tem outra escolha senão dirigir para o trabalho, procure por carros de maior eficiência de combustível e mantenha os pneus cheios à pressão correta.

-Se você é um dos privilegiados com trechos estáveis de estrada no seu caminho para o trabalho, use o piloto automático, uma vez que economiza combustível e também ajuda a manter uma velocidade constante.

-Agora, se você está entre a maioria dos motoristas que passam horas presos no trânsito, considere desligar o motor se você for ficar parado por um período longo.

-Para os apressadinhos, lembre-se que dirigir agressivamente diminui a sua kilometragem. Por isso, se você quiser economizar combustível e ajudar a salvar o planeta enquanto você está nele, acelere gradualmente.

-E plante uma árvore!

NO TRABALHO:

-Você tem o hábito de beber café? Usar uma caneca lavável é uma alternativa ecológica aos copos plásticos ou isopores não-biodegradáveis.

-Deixe um copo e uma garrafa reutilizável no local de trabalho para diminuir a quantidade de copos plásticos ou de garrafinhas de água. 80% de garrafas de plástico são recicláveis, mas apenas 20% são efetivamente recicladas.

-Quando precisar de folhas para rascunho, use o verso daqueles documentos antigos que você não precisará mais.

-Se não existir um sistema de reciclagem no escritório, inicie um! Reciclagem de lixo contribui efetivamente para a redução de emissões de carbono. E estima-se que 75% do que é jogado no lixo pode ser reciclado, embora atualmente a reciclagem seja de apenas 25%.

-Quando for imprimir, imprima frente e verso.

-A maioria dos acessórios de computadores como cartuchos de tinta, CDs e DVDs são feitos de materiais que poderiam ser reutilizados. Os cabos e alto-falantes são bastante padronizados, o que significa que eles podem ser reutilizados em vários modelos de computadores.

-Reduza as emissões de carbono do seu escritório, formatando computadores, monitores, impressoras, copiadoras, alto-falantes e outros equipamentos no seu modo econômico e desligando-os no final do dia.

-Desligue todas as luzes desnecessárias, especialmente nos escritórios e salas de conferência que não estão sendo utilizados.

-Se você está em busca de algo para personalizar o seu escritório, escolha plantas de interior. Essas plantas são boas para o ambiente, pois removem poluentes presentes no ar.

– E plante uma árvore!

APÓS UM LONGO DIA:

-Nos dias de calor, experimente abrir as janelas e usar roupas leves ao invés de ligar o ar-condicionado.

-Não coloque lâmpadas ou televisores perto do seu ar-condicionado, uma vez que este irá identificar o calor proveniente desses aparelhos e, por isso, trabalhará mais tempo que necessário.

-Quando cozinhar, faça com que o tamanho da panela corresponda ao tamanho da boca do fogão, assim reduzirá o gasto energético.

– Ah! E plante uma árvore!

Fonte: PNUMA
Foto: ramosforest(c)

maio 30, 2009 Posted by | "meio ambiente", environment | Deixe um comentário

2009 Environment Day – Dia do Meio Ambiente


Dia do Meio Ambiente 2009
2009 Environment Day

Faça Algo Todo Dia
Dicas para combater as mudanças climáticas

Em 2009, o Dia Mundial do Meio Ambiente (DMMA) é Seu planeta precisa de você! Unidos para combater as mudanças climáticas. Muitas vezes nos confrontamos com os problemas ambientais e não sabemos como agir. O Dia Mundial do Meio Ambiente significa tomar atitude em busca de uma solução. Para isso, fazer algo diariamente é um grande começo.

Todos nós podemos fazer nossa parte para proteger o planeta usando menos e agindo mais. Se tornar verde não é tão difícil assim. Aqui nós apresentamos 30 maneiras fáceis de esverdear a sua rotina, desde o momento que você desliga o seu despertador de energia solar até o ponto em que se deita na sua cama com lençóis de algodão orgânico lavados de maneira ecológica.

Faça hoje o seu compromisso com o dia do meio ambiente, mas não deixe que esse dia seja o único. Por isso, tente incorporar todas essas medidas no seu dia-a-dia e convença outras pessoas a fazer o mesmo. Se envolva!

Em GERAL:

-Plante uma árvore! Ajude a alcançar a meta da Campanha 7 bilhões de árvores do Programa das Nações Unidas para o meio ambiente (PNUMA). Visite o site http://www.unep.org/billiontreecampaign/portuguese para maiores informações.

-Doe o que não quiser ou não precisar mais, ao invés de jogar fora.

-Recicle, Reduza e Reutilize!

EM CASA:

-Todos sabemos (mas muitos de nós esquecemos) que podemos economizar água de maneiras simples, como não deixando a torneira ligada ao fazer a barba, lavar o rosto ou escovar os dentes.

– Usar um barbeador elétrico ou lâmina de barbear com lâminas substituíveis ao invés de descartáveis ajudam muito na redução de resíduos.

-Use toalhas para secar o seu rosto e mãos ao invés de lenços de papel que são descartáveis. Além disso, pendure suas toalhas para secar, para que possam ser reutilizadas várias vezes.

-Compre bebidas em garrafas reutilizáveis, ao invés de porções únicas em embalagens descartáveis.

-Ao embrulhar o seu lanche, opte por embalagens reutilizáveis para armazenamento dos alimentos, ao invés de usar folhas de alumínio ou saquinhos de plástico.

-Ao sair de casa, não se esqueça de desligar todas as luzes e aparelhos eletrônicos e desligue carregadores pois estes continuam a consumir mesmo se não estiverem mais carregando. Poupar energia ajuda a reduzir a poluição do ar.

-E plante uma árvore!

NO CAMINHO:

-Não vá a lugar nenhum sem a sua sacola de pano, de modo que você possa simplesmente dizer “não” ao plástico sempre que for fazer compras.

-Por mais radical que pareça, a forma mais fácil de reduzir a sua pegada de carbono é evitar dirigir automóveis. Em vez disso, tente andar de bicicleta, caminhar, pegar carona, usar transportes públicos etc.

-Se você não tem outra escolha senão dirigir para o trabalho, procure por carros de maior eficiência de combustível e mantenha os pneus cheios à pressão correta.

-Se você é um dos privilegiados com trechos estáveis de estrada no seu caminho para o trabalho, use o piloto automático, uma vez que economiza combustível e também ajuda a manter uma velocidade constante.

-Agora, se você está entre a maioria dos motoristas que passam horas presos no trânsito, considere desligar o motor se você for ficar parado por um período longo.

-Para os apressadinhos, lembre-se que dirigir agressivamente diminui a sua kilometragem. Por isso, se você quiser economizar combustível e ajudar a salvar o planeta enquanto você está nele, acelere gradualmente.

-E plante uma árvore!

NO TRABALHO:

-Você tem o hábito de beber café? Usar uma caneca lavável é uma alternativa ecológica aos copos plásticos ou isopores não-biodegradáveis.

-Deixe um copo e uma garrafa reutilizável no local de trabalho para diminuir a quantidade de copos plásticos ou de garrafinhas de água. 80% de garrafas de plástico são recicláveis, mas apenas 20% são efetivamente recicladas.

-Quando precisar de folhas para rascunho, use o verso daqueles documentos antigos que você não precisará mais.

-Se não existir um sistema de reciclagem no escritório, inicie um! Reciclagem de lixo contribui efetivamente para a redução de emissões de carbono. E estima-se que 75% do que é jogado no lixo pode ser reciclado, embora atualmente a reciclagem seja de apenas 25%.

-Quando for imprimir, imprima frente e verso.

-A maioria dos acessórios de computadores como cartuchos de tinta, CDs e DVDs são feitos de materiais que poderiam ser reutilizados. Os cabos e alto-falantes são bastante padronizados, o que significa que eles podem ser reutilizados em vários modelos de computadores.

-Reduza as emissões de carbono do seu escritório, formatando computadores, monitores, impressoras, copiadoras, alto-falantes e outros equipamentos no seu modo econômico e desligando-os no final do dia.

-Desligue todas as luzes desnecessárias, especialmente nos escritórios e salas de conferência que não estão sendo utilizados.

-Se você está em busca de algo para personalizar o seu escritório, escolha plantas de interior. Essas plantas são boas para o ambiente, pois removem poluentes presentes no ar.

– E plante uma árvore!

APÓS UM LONGO DIA:

-Nos dias de calor, experimente abrir as janelas e usar roupas leves ao invés de ligar o ar-condicionado.

-Não coloque lâmpadas ou televisores perto do seu ar-condicionado, uma vez que este irá identificar o calor proveniente desses aparelhos e, por isso, trabalhará mais tempo que necessário.

-Quando cozinhar, faça com que o tamanho da panela corresponda ao tamanho da boca do fogão, assim reduzirá o gasto energético.

– Ah! E plante uma árvore!

Fonte: PNUMA
Foto: ramosforest(c)

maio 30, 2009 Posted by | "meio ambiente", environment | Deixe um comentário

2009 Environment Day – Dia do Meio Ambiente


Dia do Meio Ambiente 2009
2009 Environment Day

Faça Algo Todo Dia
Dicas para combater as mudanças climáticas

Em 2009, o Dia Mundial do Meio Ambiente (DMMA) é Seu planeta precisa de você! Unidos para combater as mudanças climáticas. Muitas vezes nos confrontamos com os problemas ambientais e não sabemos como agir. O Dia Mundial do Meio Ambiente significa tomar atitude em busca de uma solução. Para isso, fazer algo diariamente é um grande começo.

Todos nós podemos fazer nossa parte para proteger o planeta usando menos e agindo mais. Se tornar verde não é tão difícil assim. Aqui nós apresentamos 30 maneiras fáceis de esverdear a sua rotina, desde o momento que você desliga o seu despertador de energia solar até o ponto em que se deita na sua cama com lençóis de algodão orgânico lavados de maneira ecológica.

Faça hoje o seu compromisso com o dia do meio ambiente, mas não deixe que esse dia seja o único. Por isso, tente incorporar todas essas medidas no seu dia-a-dia e convença outras pessoas a fazer o mesmo. Se envolva!

Em GERAL:

-Plante uma árvore! Ajude a alcançar a meta da Campanha 7 bilhões de árvores do Programa das Nações Unidas para o meio ambiente (PNUMA). Visite o site http://www.unep.org/billiontreecampaign/portuguese para maiores informações.

-Doe o que não quiser ou não precisar mais, ao invés de jogar fora.

-Recicle, Reduza e Reutilize!

EM CASA:

-Todos sabemos (mas muitos de nós esquecemos) que podemos economizar água de maneiras simples, como não deixando a torneira ligada ao fazer a barba, lavar o rosto ou escovar os dentes.

– Usar um barbeador elétrico ou lâmina de barbear com lâminas substituíveis ao invés de descartáveis ajudam muito na redução de resíduos.

-Use toalhas para secar o seu rosto e mãos ao invés de lenços de papel que são descartáveis. Além disso, pendure suas toalhas para secar, para que possam ser reutilizadas várias vezes.

-Compre bebidas em garrafas reutilizáveis, ao invés de porções únicas em embalagens descartáveis.

-Ao embrulhar o seu lanche, opte por embalagens reutilizáveis para armazenamento dos alimentos, ao invés de usar folhas de alumínio ou saquinhos de plástico.

-Ao sair de casa, não se esqueça de desligar todas as luzes e aparelhos eletrônicos e desligue carregadores pois estes continuam a consumir mesmo se não estiverem mais carregando. Poupar energia ajuda a reduzir a poluição do ar.

-E plante uma árvore!

NO CAMINHO:

-Não vá a lugar nenhum sem a sua sacola de pano, de modo que você possa simplesmente dizer “não” ao plástico sempre que for fazer compras.

-Por mais radical que pareça, a forma mais fácil de reduzir a sua pegada de carbono é evitar dirigir automóveis. Em vez disso, tente andar de bicicleta, caminhar, pegar carona, usar transportes públicos etc.

-Se você não tem outra escolha senão dirigir para o trabalho, procure por carros de maior eficiência de combustível e mantenha os pneus cheios à pressão correta.

-Se você é um dos privilegiados com trechos estáveis de estrada no seu caminho para o trabalho, use o piloto automático, uma vez que economiza combustível e também ajuda a manter uma velocidade constante.

-Agora, se você está entre a maioria dos motoristas que passam horas presos no trânsito, considere desligar o motor se você for ficar parado por um período longo.

-Para os apressadinhos, lembre-se que dirigir agressivamente diminui a sua kilometragem. Por isso, se você quiser economizar combustível e ajudar a salvar o planeta enquanto você está nele, acelere gradualmente.

-E plante uma árvore!

NO TRABALHO:

-Você tem o hábito de beber café? Usar uma caneca lavável é uma alternativa ecológica aos copos plásticos ou isopores não-biodegradáveis.

-Deixe um copo e uma garrafa reutilizável no local de trabalho para diminuir a quantidade de copos plásticos ou de garrafinhas de água. 80% de garrafas de plástico são recicláveis, mas apenas 20% são efetivamente recicladas.

-Quando precisar de folhas para rascunho, use o verso daqueles documentos antigos que você não precisará mais.

-Se não existir um sistema de reciclagem no escritório, inicie um! Reciclagem de lixo contribui efetivamente para a redução de emissões de carbono. E estima-se que 75% do que é jogado no lixo pode ser reciclado, embora atualmente a reciclagem seja de apenas 25%.

-Quando for imprimir, imprima frente e verso.

-A maioria dos acessórios de computadores como cartuchos de tinta, CDs e DVDs são feitos de materiais que poderiam ser reutilizados. Os cabos e alto-falantes são bastante padronizados, o que significa que eles podem ser reutilizados em vários modelos de computadores.

-Reduza as emissões de carbono do seu escritório, formatando computadores, monitores, impressoras, copiadoras, alto-falantes e outros equipamentos no seu modo econômico e desligando-os no final do dia.

-Desligue todas as luzes desnecessárias, especialmente nos escritórios e salas de conferência que não estão sendo utilizados.

-Se você está em busca de algo para personalizar o seu escritório, escolha plantas de interior. Essas plantas são boas para o ambiente, pois removem poluentes presentes no ar.

– E plante uma árvore!

APÓS UM LONGO DIA:

-Nos dias de calor, experimente abrir as janelas e usar roupas leves ao invés de ligar o ar-condicionado.

-Não coloque lâmpadas ou televisores perto do seu ar-condicionado, uma vez que este irá identificar o calor proveniente desses aparelhos e, por isso, trabalhará mais tempo que necessário.

-Quando cozinhar, faça com que o tamanho da panela corresponda ao tamanho da boca do fogão, assim reduzirá o gasto energético.

– Ah! E plante uma árvore!

Fonte: PNUMA
Foto: ramosforest(c)

maio 30, 2009 Posted by | "meio ambiente", environment | Deixe um comentário

2009 Environment Day – Dia do Meio Ambiente


Dia do Meio Ambiente 2009
2009 Environment Day

Faça Algo Todo Dia
Dicas para combater as mudanças climáticas

Em 2009, o Dia Mundial do Meio Ambiente (DMMA) é Seu planeta precisa de você! Unidos para combater as mudanças climáticas. Muitas vezes nos confrontamos com os problemas ambientais e não sabemos como agir. O Dia Mundial do Meio Ambiente significa tomar atitude em busca de uma solução. Para isso, fazer algo diariamente é um grande começo.

Todos nós podemos fazer nossa parte para proteger o planeta usando menos e agindo mais. Se tornar verde não é tão difícil assim. Aqui nós apresentamos 30 maneiras fáceis de esverdear a sua rotina, desde o momento que você desliga o seu despertador de energia solar até o ponto em que se deita na sua cama com lençóis de algodão orgânico lavados de maneira ecológica.

Faça hoje o seu compromisso com o dia do meio ambiente, mas não deixe que esse dia seja o único. Por isso, tente incorporar todas essas medidas no seu dia-a-dia e convença outras pessoas a fazer o mesmo. Se envolva!

Em GERAL:

-Plante uma árvore! Ajude a alcançar a meta da Campanha 7 bilhões de árvores do Programa das Nações Unidas para o meio ambiente (PNUMA). Visite o site http://www.unep.org/billiontreecampaign/portuguese para maiores informações.

-Doe o que não quiser ou não precisar mais, ao invés de jogar fora.

-Recicle, Reduza e Reutilize!

EM CASA:

-Todos sabemos (mas muitos de nós esquecemos) que podemos economizar água de maneiras simples, como não deixando a torneira ligada ao fazer a barba, lavar o rosto ou escovar os dentes.

– Usar um barbeador elétrico ou lâmina de barbear com lâminas substituíveis ao invés de descartáveis ajudam muito na redução de resíduos.

-Use toalhas para secar o seu rosto e mãos ao invés de lenços de papel que são descartáveis. Além disso, pendure suas toalhas para secar, para que possam ser reutilizadas várias vezes.

-Compre bebidas em garrafas reutilizáveis, ao invés de porções únicas em embalagens descartáveis.

-Ao embrulhar o seu lanche, opte por embalagens reutilizáveis para armazenamento dos alimentos, ao invés de usar folhas de alumínio ou saquinhos de plástico.

-Ao sair de casa, não se esqueça de desligar todas as luzes e aparelhos eletrônicos e desligue carregadores pois estes continuam a consumir mesmo se não estiverem mais carregando. Poupar energia ajuda a reduzir a poluição do ar.

-E plante uma árvore!

NO CAMINHO:

-Não vá a lugar nenhum sem a sua sacola de pano, de modo que você possa simplesmente dizer “não” ao plástico sempre que for fazer compras.

-Por mais radical que pareça, a forma mais fácil de reduzir a sua pegada de carbono é evitar dirigir automóveis. Em vez disso, tente andar de bicicleta, caminhar, pegar carona, usar transportes públicos etc.

-Se você não tem outra escolha senão dirigir para o trabalho, procure por carros de maior eficiência de combustível e mantenha os pneus cheios à pressão correta.

-Se você é um dos privilegiados com trechos estáveis de estrada no seu caminho para o trabalho, use o piloto automático, uma vez que economiza combustível e também ajuda a manter uma velocidade constante.

-Agora, se você está entre a maioria dos motoristas que passam horas presos no trânsito, considere desligar o motor se você for ficar parado por um período longo.

-Para os apressadinhos, lembre-se que dirigir agressivamente diminui a sua kilometragem. Por isso, se você quiser economizar combustível e ajudar a salvar o planeta enquanto você está nele, acelere gradualmente.

-E plante uma árvore!

NO TRABALHO:

-Você tem o hábito de beber café? Usar uma caneca lavável é uma alternativa ecológica aos copos plásticos ou isopores não-biodegradáveis.

-Deixe um copo e uma garrafa reutilizável no local de trabalho para diminuir a quantidade de copos plásticos ou de garrafinhas de água. 80% de garrafas de plástico são recicláveis, mas apenas 20% são efetivamente recicladas.

-Quando precisar de folhas para rascunho, use o verso daqueles documentos antigos que você não precisará mais.

-Se não existir um sistema de reciclagem no escritório, inicie um! Reciclagem de lixo contribui efetivamente para a redução de emissões de carbono. E estima-se que 75% do que é jogado no lixo pode ser reciclado, embora atualmente a reciclagem seja de apenas 25%.

-Quando for imprimir, imprima frente e verso.

-A maioria dos acessórios de computadores como cartuchos de tinta, CDs e DVDs são feitos de materiais que poderiam ser reutilizados. Os cabos e alto-falantes são bastante padronizados, o que significa que eles podem ser reutilizados em vários modelos de computadores.

-Reduza as emissões de carbono do seu escritório, formatando computadores, monitores, impressoras, copiadoras, alto-falantes e outros equipamentos no seu modo econômico e desligando-os no final do dia.

-Desligue todas as luzes desnecessárias, especialmente nos escritórios e salas de conferência que não estão sendo utilizados.

-Se você está em busca de algo para personalizar o seu escritório, escolha plantas de interior. Essas plantas são boas para o ambiente, pois removem poluentes presentes no ar.

– E plante uma árvore!

APÓS UM LONGO DIA:

-Nos dias de calor, experimente abrir as janelas e usar roupas leves ao invés de ligar o ar-condicionado.

-Não coloque lâmpadas ou televisores perto do seu ar-condicionado, uma vez que este irá identificar o calor proveniente desses aparelhos e, por isso, trabalhará mais tempo que necessário.

-Quando cozinhar, faça com que o tamanho da panela corresponda ao tamanho da boca do fogão, assim reduzirá o gasto energético.

– Ah! E plante uma árvore!

Fonte: PNUMA
Foto: ramosforest(c)

maio 30, 2009 Posted by | "meio ambiente", environment | 3 Comentários

O Caos Urbano. Urban Planning or not.





Salvem as cidades do caos.


A ausência de equilíbrio e equidade no desenvolvimento social, principalmente em paises chamados em desenvolvimento, está muito bem representada nas paisagens das cidades. É o caos urbano.


Da crescente concentração da riqueza, assim como do aumento e expansão da linha da pobreza pode-se constatar que, nas áreas urbanas, o desenvolvimento, com seus benefícios e potencialidades econômicas, convive com falta de moradia e pobreza extrema.


Fala-se em consolidação dos assentamentos humanos e distribuição de cidadania, mas, esse desafio passa pela otimização da dinâmica social nas cidades e pela diminuição do índice da pobreza, com base em políticas públicas e gestão urbana com inclusão dos menos favorecidos.

As cidades brasileiras têm problemas fundamentais, como a baixa taxa de investimento em infra-estrutura urbana, nos sistemas de transporte coletivo de massa e em saneamento, resultando em crise na saúde, em educação e surgimento da violência, o que prejudica o desempenho da economia nacional e pode inviabilizar um ciclo de crescimento.

As principais dificuldades enfrentadas para a implementação da política de desenvolvimento urbano encontram-se nos contingenciamentos orçamentários e financeiros dos recursos da União, nas restrições de crédito, nos limites financeiros e na ausência de conscientização do setor empresarial e dos indivíduos. Neste contexto, inclusive sob o aspecto de desenvolvimento regional, o combate à deterioração da paisagem urbana passa pela reformulação do conceito de cidade e por um novo planejamento.

Um exemplo de política pública para alcançar o desenvolvimento sustentável das cidades, baseada na gestão do espaço urbano, é o Estatuto das Cidades, Lei nº 10.257, de 10 de julho de 2001, que regulamenta os artigos. 182 e 183 da Constituição Federal e estabelece diretrizes gerais da política urbana, com o objetivo de ordenar o pleno desenvolvimento das funções sociais da cidade e da propriedade urbana, mediante diretrizes gerais relacionadas em seu artigo 2º. Dados existentes constatam que 80% da população estará concentrada nas áreas urbanas nos próximos anos, além da produção industrial e a comercialização de bens e serviços, com seus benefícios e seus danos ambientais. O conceito de direito à cidade compreende um ambiente saudável e um bom nível de qualidade de vida.

Uma política urbana deve pautar-se pela conscientização dos conflitos de interesse e da responsabilidade pelos custos ambientais e sociais decorrentes do crescimento. Iniciativas governamentais, empresariais e da cidadania em geral deverão criar novos caminhos, visando o alcance de objetivos essenciais como o aproveitamento sustentável dos recursos naturais, a preservação de bens materiais e imateriais e o combate ao desperdício. A conseqüência imediata será a melhoria da qualidade de vida.

Porém, é preciso que o interesse público e ambiental prevaleça sobre os interesses políticos e pessoais.

Luiz Ramos

Foto: ramosforest©

dezembro 3, 2008 Posted by | "meio ambiente", cidades brasileiras., environment, planejamento urbano | Deixe um comentário

O Caos Urbano. Urban Planning or not.





Salvem as cidades do caos.


A ausência de equilíbrio e equidade no desenvolvimento social, principalmente em paises chamados em desenvolvimento, está muito bem representada nas paisagens das cidades. É o caos urbano.


Da crescente concentração da riqueza, assim como do aumento e expansão da linha da pobreza pode-se constatar que, nas áreas urbanas, o desenvolvimento, com seus benefícios e potencialidades econômicas, convive com falta de moradia e pobreza extrema.


Fala-se em consolidação dos assentamentos humanos e distribuição de cidadania, mas, esse desafio passa pela otimização da dinâmica social nas cidades e pela diminuição do índice da pobreza, com base em políticas públicas e gestão urbana com inclusão dos menos favorecidos.

As cidades brasileiras têm problemas fundamentais, como a baixa taxa de investimento em infra-estrutura urbana, nos sistemas de transporte coletivo de massa e em saneamento, resultando em crise na saúde, em educação e surgimento da violência, o que prejudica o desempenho da economia nacional e pode inviabilizar um ciclo de crescimento.

As principais dificuldades enfrentadas para a implementação da política de desenvolvimento urbano encontram-se nos contingenciamentos orçamentários e financeiros dos recursos da União, nas restrições de crédito, nos limites financeiros e na ausência de conscientização do setor empresarial e dos indivíduos. Neste contexto, inclusive sob o aspecto de desenvolvimento regional, o combate à deterioração da paisagem urbana passa pela reformulação do conceito de cidade e por um novo planejamento.

Um exemplo de política pública para alcançar o desenvolvimento sustentável das cidades, baseada na gestão do espaço urbano, é o Estatuto das Cidades, Lei nº 10.257, de 10 de julho de 2001, que regulamenta os artigos. 182 e 183 da Constituição Federal e estabelece diretrizes gerais da política urbana, com o objetivo de ordenar o pleno desenvolvimento das funções sociais da cidade e da propriedade urbana, mediante diretrizes gerais relacionadas em seu artigo 2º. Dados existentes constatam que 80% da população estará concentrada nas áreas urbanas nos próximos anos, além da produção industrial e a comercialização de bens e serviços, com seus benefícios e seus danos ambientais. O conceito de direito à cidade compreende um ambiente saudável e um bom nível de qualidade de vida.

Uma política urbana deve pautar-se pela conscientização dos conflitos de interesse e da responsabilidade pelos custos ambientais e sociais decorrentes do crescimento. Iniciativas governamentais, empresariais e da cidadania em geral deverão criar novos caminhos, visando o alcance de objetivos essenciais como o aproveitamento sustentável dos recursos naturais, a preservação de bens materiais e imateriais e o combate ao desperdício. A conseqüência imediata será a melhoria da qualidade de vida.

Porém, é preciso que o interesse público e ambiental prevaleça sobre os interesses políticos e pessoais.

Luiz Ramos

Foto: ramosforest©

dezembro 3, 2008 Posted by | "meio ambiente", cidades brasileiras., environment, planejamento urbano | Deixe um comentário

O Caos Urbano. Urban Planning or not.





Salvem as cidades do caos.


A ausência de equilíbrio e equidade no desenvolvimento social, principalmente em paises chamados em desenvolvimento, está muito bem representada nas paisagens das cidades. É o caos urbano.


Da crescente concentração da riqueza, assim como do aumento e expansão da linha da pobreza pode-se constatar que, nas áreas urbanas, o desenvolvimento, com seus benefícios e potencialidades econômicas, convive com falta de moradia e pobreza extrema.


Fala-se em consolidação dos assentamentos humanos e distribuição de cidadania, mas, esse desafio passa pela otimização da dinâmica social nas cidades e pela diminuição do índice da pobreza, com base em políticas públicas e gestão urbana com inclusão dos menos favorecidos.

As cidades brasileiras têm problemas fundamentais, como a baixa taxa de investimento em infra-estrutura urbana, nos sistemas de transporte coletivo de massa e em saneamento, resultando em crise na saúde, em educação e surgimento da violência, o que prejudica o desempenho da economia nacional e pode inviabilizar um ciclo de crescimento.

As principais dificuldades enfrentadas para a implementação da política de desenvolvimento urbano encontram-se nos contingenciamentos orçamentários e financeiros dos recursos da União, nas restrições de crédito, nos limites financeiros e na ausência de conscientização do setor empresarial e dos indivíduos. Neste contexto, inclusive sob o aspecto de desenvolvimento regional, o combate à deterioração da paisagem urbana passa pela reformulação do conceito de cidade e por um novo planejamento.

Um exemplo de política pública para alcançar o desenvolvimento sustentável das cidades, baseada na gestão do espaço urbano, é o Estatuto das Cidades, Lei nº 10.257, de 10 de julho de 2001, que regulamenta os artigos. 182 e 183 da Constituição Federal e estabelece diretrizes gerais da política urbana, com o objetivo de ordenar o pleno desenvolvimento das funções sociais da cidade e da propriedade urbana, mediante diretrizes gerais relacionadas em seu artigo 2º. Dados existentes constatam que 80% da população estará concentrada nas áreas urbanas nos próximos anos, além da produção industrial e a comercialização de bens e serviços, com seus benefícios e seus danos ambientais. O conceito de direito à cidade compreende um ambiente saudável e um bom nível de qualidade de vida.

Uma política urbana deve pautar-se pela conscientização dos conflitos de interesse e da responsabilidade pelos custos ambientais e sociais decorrentes do crescimento. Iniciativas governamentais, empresariais e da cidadania em geral deverão criar novos caminhos, visando o alcance de objetivos essenciais como o aproveitamento sustentável dos recursos naturais, a preservação de bens materiais e imateriais e o combate ao desperdício. A conseqüência imediata será a melhoria da qualidade de vida.

Porém, é preciso que o interesse público e ambiental prevaleça sobre os interesses políticos e pessoais.

Luiz Ramos

Foto: ramosforest©

dezembro 3, 2008 Posted by | "meio ambiente", cidades brasileiras., environment, planejamento urbano | 5 Comentários

Flores contra a contaminação. Flowers against pollution


Sorry. For My World click on above.


For Today´s Flowers, click here



Please, try to translate my post. It is about vineyards where roses are employed as biological monitor against pollution.

A roseira e os bioindicadores naturais.

Bioindicadores é uma terminologia empregada para indicar plantas – como organismos ou comunidades, cujas funções vitais se correlacionam tão estreitamente com determinados fatores ambientais, que podem ser empregados como indicadores na avaliação de uma determinada área, visto que esses organismos, como indicadores de alterações ambientais, reagem mais rapidamente do que o homem frente às toxinas ambientais. A compreensão das interações e estruturas dos ecossistemas é a base da prática do uso de bioindicadores e biomonitores.

O conceito bioindicadores é usado para definir reações – dependentes de uma variável temporal a um fator ambiental antrópico, manifestadas através de respostas mensuráveis provenientes de um objeto ou sistema biológico. A bioindicação trata do reconhecimento do efeito de um fator ambiental.

Considerando que um organismo pode apresentar em si mesmo uma cadeia de reações a um fator antrópico, chamamos de bioindicação primária a primeira reação de um organismo a um fator antrópico, as demais reações são denominadas como bioindicação secundária.

Um dos atributos do organismo vivo é a sua habilidade de responder a estímulos e poluentes ambientais podem se caracterizar como estímulos e provocar respostas nos organismos vivos. Esta peculiaridade pode ser empregada como critério ou indicação na determinação da presença de poluentes no meio ambiente.

No monitoramento da poluição do ar, o biomonitor exerce o papel mais importante entre os indicadores biológicos. Os caminhos através dos quais o organismo responde à sua exposição a poluentes pode ser observada ou medida em termos bioquímicos ou fisiológicos. Considera-se que o surgimento de danos visíveis em uma planta deva ser precedido de alterações metabólicas, a detecção prévia das alterações metabólicas seria então vantajosa. Um número considerável de espécies vegetais é usado em monitoramento biológico, um dos motivos para isso é que elas atendem a vários requisitos de um indicador biológico. Suas vantagens são a facilidade na manipulação e tratamento; a facilidade de padronização; as condições que provocam respostas são bem conhecidas; não são caros; as respostas são facilmente avaliadas; os efeitos da poluição são óbvios e quantificáveis; as respostas podem ser avaliadas estatisticamente.

O uso de bioindicadores para estudos de qualidade de água se amplia e traz bons resultados. A poluição, os esgotos, desmatamentos, lixo doméstico e de indústrias são algumas causas da contaminação de rios e bacias fluviais e desperta a necessidade de monitorar a qualidade da água, proteger, conservar e recuperar os recursos hídricos e os solos.

Nas vinícolas, por exemplo, roseiras são utilizadas como bioindicadores para preservação e monitoramento das parreiras de uvas (vide foto de uma vinícola em Bento Gonçalves – Rio Grande do Sul). As roseiras, por suas características, sofrem com as alterações ambientais antes mesmo que as videiras sintam os efeitos negativos da possível contaminação pelo ar, pelo solo, por agentes químicos ou biológicos. Assim, providencias contra contaminações do ar ou do solo podem ser tomadas no devido tempo. Com esse processo de bioindicadores, ganha a produção de uvas e a estética dos parreirais, que ostentam lindos roseirais floridos.

Luiz Ramos©

Resumo de trabalho de pesquisa durante Curso de Gerenciamento Ambiental – PUC Rio-2003.
Photo: ramosforest(c)

novembro 1, 2008 Posted by | bioindicadores, environment, plantas, pollution, videiras | 31 Comentários